03 noites e 02 dias por R$ 20,00



Bagagens na areia e mergulho direto no mar pra tirar o suor da trilha e esquecer que perdemos a maior parte da grana disponível por causa de uma simples mijada.

Cada casal ainda tinha R$ 100,00 exatos pra passar os três dias na praia. Pra alguns, seria perrengue certo, mas pra gente era uma fortuna que ainda seria possível retornar com troco, hehehe. Só de pensar que havíamos perdido R$250,00 no camimho.

Enfim, tínhamos mantimentos suficientes, barracas, redes e um arpão para pesca. Luxo total.

Após o banho de mar de quase 2h, seguimos caminhando pela areia a procura do camping com o melhor preço e todos na média de R$ 15,00 por pessoa, oferecendo os luxuosos serviços de um chuveiro quente e uma cozinha com fogões velhos e algumas panelas. Preços normais, mas como estamos falando de EcoDurismo, vale pesquisar até a última possibilidade, sempre.

E não deu outra, chegamos até o camping do Seu Antônio e Dona Ada, simpático casal de velhinhos que cede seu generoso quintal para os mais duros. O preço é único o ano inteiro... R$ 10 pilas por cabeça... Lindo!!! Bem no meio da praia, ao lado da trilha pra cachoeira... O terreno é bem amplo... Não há pontos de luz no camping, muito menos chuveiros quentes e a cozinha é composta por uma pia e um fogão a lenha... Sem contar com a população de galinhas (de dia) e sapos (de noite) que faziam a sinfonia do local... Nada tão ensurdecedor quanto a única igreja evangélica da praia que também é colada ao camping... Perfeito, era o que bastava pra nós... Quer luxo vai pra Dubai, e não para a Praia do Sono.

Ali nos instalamos, e passamos as duas noites (total de R$ 40 por casal) o que nos permitiu até beber uma cerveja em uma das noites e esquecer que era desnecessário ter trazido mais dinheiro... Talvez por isso algo tenha feito o francês perder a pochete antes de chegar.

E não deu outra, chegamos até o camping do Seu Antônio e Dona Ada, simpático casal de velhinhos que cede seu generoso quintal para os mais duros. O preço é único o ano inteiro... R$ 10 pilas por cabeça... Lindo!!! Bem no meio da praia, ao lado da trilha pra cachoeira... O terreno é bem amplo... Não há pontos de luz no camping, muito menos chuveiros quentes e a cozinha é composta por uma pia e um fogão a lenha... Sem contar com a população de galinhas (de dia) e sapos (de noite) que faziam a sinfonia do local... Nada tão ensurdecedor quanto a única igreja evangélica da praia que também é colada ao camping... Perfeito, era o que bastava pra nós... Quer luxo vai pra Dubai, e não para a Praia do Sono.

Ali nos instalamos, e passamos as duas noites (total de R$ 40 por casal) o que nos permitiu até beber uma cerveja em uma das noites e esquecer que era desnecessário ter trazido mais dinheiro... Talvez por isso algo tenha feito o francês perder a pochete antes de chegar.<