Capitólio por R$ 15,00 (camping + refeição)...

Atualizado: Abr 18



Depois da dica que demos da Praia do Sono (leia) onde gastamos R$ 10,00 por dia, chegou a hora de relatar outra viagem naquele padrão Eco Durismo, dessa vez para Capitólio em MG, onde nosso orçamento foi de R$ 15,00 ao dia, incluindo camping e almoço (a vontade), acreditem.

Antes de começar, gostaríamos de relatar que essa viagem rolou há 1ano e meio, e também contamos com um pouco de sorte na época, por isso os preços podem ter sido alterados, mas com certeza deve continuar a opção mais em conta pra quem quer visitar esse “mar” em plena Minas Gerais.



Nessa viagem, percorremos ao todo 21 cidades entre RJ, MG e GO, e por isso estávamos economizando ao máximo. Saimos de São Thomé das Letras por volta de 11h e seguimos viagem sentido Capitólio, onde chegamos quase no final da tarde e já começamos a procurar lugar pra passar a noite.

Não é de hoje que Capitólio está na lista dos picos mais requisitados em MG, e naturalmente os preços cada vez mais salgados, e nós, duros viajantes, penamos cada vez mais pra achar um local pra dormirmos, comermos, respirarmos, etc...

Bem, começamos a procurar algumas pousadinhas em beira de estrada e os preços eram desanimadores para o padrão Eco Durismo, e após 3 ou 4 tentativas, todas na média de R$ 100 a diária, uma lágrima começava a escorrer por ter nascido pobre.

Como num filme dramático, ou um episódio triste do Chaves, caminhamos cabisbaixos até a Represa de Furnas para admirar o Por do Sol, que pelo menos isso, a gente não precisaria pagar. Eis que lá, naquele pôr do sol maravilhoso, surge a mina de ouro, o pote no final do arco íris, o portal para o paraíso, etc... Bem no terreno da represa avistamos a pequena plaquina cravada na terra: Área de Camping a 1700 metros. Só quem ta viajando duro, chegar numa cidade que tudo é caro e avistar uma placa dessa é mais prazeroso que ganhar na loteria.

Seguimos até onde indicava a placa e chegamos a um lindo terreno cercado, com portaria, banheiros quentes, pontos de luz e na beira da cachoeira. O camping estava absolutamente vazio, inclusive nem o responsável se encontrava, e que nos recebeu foi um cara que disse ser primo de um funcionário, que disse que poderíamos acampar, mas nem sabia o valor das diárias, mas que a qualquer hora o responsável chegaria e nos informaria. Passamos 3 dias, e ninguém apareceu.

Hospedagem a R$ 5,00 a diária.