A arte de cozinhar no acampamento

Atualizado: Abr 18


Temos que assumir, que o famoso miojo já matou a fome de muita gente por aí, e ainda tem uma galera que sempre dá aquele toque gourmet nessa pequena massinha industrializada. Quem nunca incrementou o prato com uma colher de requeijão ou derreteu um queijo por cima, entre outras iguarias da culinária roots?

A gente assume, miojo pode ser útil, e algumas vezes até saboroso dependendo da fome, mas convenhamos que aquilo é um verdadeiro veneno, ainda mais quando adicionado aquele pozinho maldito que tem o mesmo sabor, independente se for de carne ou legumes.

Porém, atualmente, juntando a praticidade de equipamentos flexíveis, a diversidade de alimentos liofilizados, fogareiros mais leves e uma pitada de boas ideias, essas fama “Viajante X Miojo” perde força e dá lugar para você usar a criatividade na cozinha durante o acampamento e preparar refeições mais saudáveis e saborosas.

Por isso preparamos algumas dicas pra você incrementar seu cardápio campista.

1. Alimentos liofilizados

As comidas liofilizadas são comuns na dieta de atletas ou de quem costuma praticar atividade ao ar livre como escaladas e trekkings.

Trata-se de alimentos desidratados, altamente nutritivos e práticos, pois mantém os nutrientes e não precisa refrigeração para conservar.

Outro benefício desse tipo de comida é que não levam conservantes ou produtos químicos, e atualmente existem bastante variedades no mercado, desde frutas e legumes à pratos completos, como strognoff, feijão e arroz, massas e até risotto. Chique né?

Uma das marcas mais atuantes nesse mercado é a Liofoods e alguns itens podem ser encontrados aqui.

2. Fogareiros X Fogueira

Bem, pra começar, fogueira é sim uma alternativa para se cozinhar durante o acampamento, dependendo da estrutura do local. Porém envolve riscos a você e ao ambiente, e também à própria refeição, pois dependendo do tipo de combustível usado, pode afetar diretamente no sabor da comida, e fora que para esse tipo de estrutura os tipos de panelas, e seu manuseio, são limitados.

Por esse motivo, a melhor opção é carregar um fogareiro leve, e hoje é o que mais tem por aí. Diferente dos trambolhos que nossos pais usavam para acampar naquela época, com mini butijões, pesados e grandes.

Há dois principais modelos no mercado bem práticos, que são os quadrados (horizontais), que acoplam o cartucho de gás ao lado, ou portáteis (verticais) que acoplam o cartucho embaixo.

Particularmente, os horizontais apresentam melhor desempenho e uma estrutura mais firme para panelas maiores.

Há ainda opções elétricas, e o velho guerreiro fogareiro a álcool... São diversas as opções que vão facilitar na hora de cozinhar seu rango.

Veja diversas variedades de modelos e preços de fogareiros aqui.

3. Equipamentos para cozinhar no camping

Aqui chegamos ao ponto que faz toda a diferença, tanto na qualidade da comida como na praticidade de preparo, pois com a variedade de equipamentos que existe hoje no mercado, cozinhar virou uma atração a parte durante o acampamento.

Então vamos lá!



3.1) Panelas, pratos, copos e talheres

Se você chegou até aqui imaginando que para levar todos esses acessórios seria necessário uma mochila só pra isso, ou pendurar um monte de coisas nela, é sinal que tá por fora dos equipamentos disponíveis hoje.


A variedade é grande, e vai de panelas, tigelas, pratos, copos à chaleiras, e até coador de café desmontável.

Os produtos têm a estrutura dobrável em silicone, e as panelas com uma base de alumínio, e ocupam nada de espaço dentro da mochila, e peso quase zero. Com isso, a possibilidade de levar vários tipos de recipientes e panelas diferentes aumentam as possibilidades de preparar mais pratos de uma vez também.

Nós optamos pelos produtos da Sea to Summit. Veja os modelos e preços aqui,

3.2) Térmicos

Dependendo do que for carregar, fazem-se necessários alguns itens para conservar a temperatura dos alimentos e líquidos.

Além de coolers compactos, bolsas, cantis